Mensagens

"País está mais urbano, mais florestal e menos agrícola"

"Uma equipa da Direcção-Geral do Território (DGT) revisitou os estudos cartográficos sobre a ocupação do solo em Portugal entre 1995 e 2010 e acabou por produzir o retrato das mudanças que apontam para um país mais urbano, mais florestal e menos agrícola. Em termos gerais, a equipa composta por Mário Caetano, Cristina Igreja, Filipe Marcelino e Hugo Costa constatou que, entre os anos de forte crescimento económico da segunda metade dos anos de 1990 e as proximidades da crise financeira de 2011, mais de 1,1 milhões de hectares do território nacional mudaram de ocupação, o que dá uma média próxima de 75 mil hectares por ano. Mas a velocidade da mudança foi desigual no período: entre 1995 e 2007 a transformação no território ocorreu a uma velocidade quatro vezes superior ao ritmo registado entre 2007 e 2010. "
Notícia completa
Fonte: Jornal Público

Congresso da Água

Imagem
A Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos anuncia a realização do 14 º Congresso da Água com o tema "Gestão dos Recursos Hídricos: Novos Desafios"

Local: Évora

Datas: de 7 a 9 de março de 2018


Fonte: Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos

Mestrado em Gestão e Políticas Ambientais

No âmbito da Rede de Estudos Ambientais de Países de Língua Portuguesa.
Este curso só funcionará se tiver 10 ou mais inscrições confirmadas, conforme decisão do Conselho Executivo da FCT NOVA.

Objetivos


Formação avançada e desenvolvimento de conhecimentos e competências na área ambiental, em particular no âmbito da Gestão e Políticas Ambientais.
Destinatários

É um curso de banda larga e com forte aposta na multidisciplinaridade dos discentes e no trabalho em equipas diversificadas, aceitando um leque de formações em ambiente, território, governação e desenvolvimento social e económico.
Prazo de candidatura:

1ª fase: 6 de março a 23 de junho

2ª fase: 26 a 31 de agosto
Estrutura  Plano Curricular 
Mais informações
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa

XVII Edição do Curso de Verão

Imagem
O Centro de Estudos Ibéricos, enquanto plataforma de intercâmbio, debate e difusão de conhecimentos sobre os territórios e as culturas ibéricas, promove a XVII Edição do Curso de Verão, de 28 de junho a 1 de julho de 2017, subordinada ao título genérico “Lugares e territórios: novas fronteiras, outros diálogos”. 
As Comunicações, Conferências e os Trabalhos de Campo abordarão temas que vão estruturar os debates a partir das seguintes coordenadas fundamentais: I. Paisagens, patrimónios, turismo: recursos do território e sustentabilidade; II. Dinâmicas socioeconómicas em diferentes contextos territoriais; III. Cooperação e desenvolvimento: novas fronteiras, outros diálogos.
O Curso é creditado pela Universidade de Salamanca e tem a Coordenação de Rui Jacinto (Universidade de Coimbra), Valentín Cabero Diéguez, Ignacio Izquierdo e Maria Isabel Martin Jimenez (Universidade de Salamanca)

Mais informações 


Fonte: Centro de Estudos Ibéricos
"Geografia e Geopoética: contribuição de Kenneth White para a compreensão da poética e da estética do mundo"  (ler)

Um pequeno resumo de algo que parece ser interessante :)

Migrações

15 mil portugueses regressaram. E há menos gente a deixar o país
"Trinta mil pessoas quiseram vir morar para Portugal no ano passado e 15 mil são portugueses que regressaram. Ao mesmo tempo, há menos habitantes a deixar o país, dizem os dados demográficas do Instituto Nacional de Estatística (INE), ontem divulgados. O que demonstra, segundo os demógrafos, que há uma nova esperança relativamente à situação económica.
As estatísticas demográficas sublinham o decréscimo de emigrantes (ver infografia), bem como o crescimento da imigração. E indicam o perfil destes 29 896 novos residentes: "51% eram homens; 50% tinham nacionalidade portuguesa; 43% nasceram em Portugal; 55% residiam anteriormente num país da UE; 81% estavam em idade ativa." É que, explica o gabinete de comunicação do INE, imigrante permanente é a "pessoa (nacional ou estrangeira) que entrou no país com a intenção de aqui permanecer por um ou mais anos, tendo residido no estrangeiro por um período contínuo …

" Super-continente Aurica"

"Dentro de 300 milhões de anos, existirá o super-continente Aurica
Cientistas em Portugal e na Austrália defendem, como cenário provável, a formação de um novo supercontinente, a que deram o nome Aurica, dentro de 300 milhões de anos, em resultado do fecho simultâneo dos oceanos Atlântico e Pacífico. O cenário, traçado com base em modelos computacionais, cálculos matemáticos, evidências e na história geológica da Terra, é sustentado pelos geólogos João Duarte e Filipe Rosas, do Instituto Dom Luiz e do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Wouter Schellart, da Universidade de Monash, na Austrália. Os resultados do estudo foram publicados na edição digital da revista Geological Magazine. (...)"
Fonte: Jornal Público
Ver notícia completa